Ouça agora

Estaduais

Compartilhe agora

Escola Estadual Irmã Dulce, em Parauapebas, reforça ensino público da região

Postado em 01/12/2023 por Sistema Plug

img-page-categoria

Fonte imagem capa:Foto: MARCELO LELIS / AG. PARÁ

Entregue em junho do ano passado pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a Escola Estadual de Ensino Médio Irmã Dulce, em Parauapebas, na região de integração do Carajás, reforça a educação pública da região atendendo a 2 mil estudantes. A unidade é um dos principais equipamentos públicos da região e que já transformou muitas realidades no município. 

Estive na Escola Irmã Dulce no começo desse ano e tive o prazer de conhecer a comunidade e as ações realizadas pela escola. Dispor de boas condições físicas é uma das condições fundamentais para realizar atividades pedagógicas assertivas e de desenvolvimento e oportunidades para nossos estudantes e profissionais. Além da Irmã Dulce, também temos uma série de outros investimentos em andamento para nossas escolas na região, destaca o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares. 

A nova infraestrutura da escola beneficia estudantes como a Débora Dutra, que cursa o ensino médio na unidade. Antes da reforma era muito ruim para os alunos, tínhamos poucos professores, mas eles estavam motivando para a melhoria da escola. Agora nós temos um espaço digno para as nossas atividades, conta ela. 

A mesma opinião é compartilhada pela professora de Matemática Irene Yasmin, que ministra as aulas na escola. Antes nós trabalhávamos em um local que era alugado, era muito ruim, então aqui na escola nova nós temos uma estrutura melhor, nós temos um laboratório de informática e temos a possibilidade de levar os estudantes para aulas mais criativas. As salas também são climatizadas e têm tamanho mais adequado, então isso nos proporciona um ensino de melhor qualidade, completa ela. 

Infraestrutura - Com investimento superior a R$ 1,2 milhão, a reconstrução possibilitou 12 novas salas de aulas, quadra poliesportiva, banheiros, laboratório de informática, laboratórios multidisciplinares, sala técnico, sala pedagógica, arquivo, secretaria, direção, vice-direção, sala do conselho, sala dos professores, recreio coberto e sala de educação física. 

A unidade ganhou ainda sala do grêmio, copa/cozinha, depósito de merenda, banheiro de serviço, vestiário masculino, vestiário feminino, banheiros masculino e feminino para pessoas com deficiência. Todos os ambientes também foram climatizados, o que possibilitou melhorias no ensino-aprendizagem.

Essa escola representa um marco de conquista do bairro. A história da escola coincide com esse bairro, então em 1993, ainda no governo do Jader Barbalho, foi feita essa escola, de madeira, para o momento. Tempos depois ela foi construída em alvenaria e, durante nove anos, foi interditada por problemas na estrutura, e felizmente, em 2021, o governador Helder Barbalho fez a reconstrução da escola. Hoje a escola tem 2 mil alunos e atende uma comunidade de 30 bairros. É uma população diversa, pois nós atendemos o trabalhador, o comerciante, o profissional, oferecendo uma educação pública de qualidade, disse Valdejan de Sales Santos, diretor da escola. 

Em breve, a unidade escolar será beneficiada com a primeira parcela do programa Dinheiro na Escola Paraense e poderá investir em pequenas reformas e materiais pedagógicos.