Ouça agora na Rádio

N Notícia

Marcelo Camargo/Agência Brasil

FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ministro da Segurança Pública diz que 3 pessoas são investigadas por ataque a Bolsonaro

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

O ministro da Segurança Pública, fez a declaração durante evento em Brasília. Anteriormente, a polícia dizia que duas pessoas eram investigadas: o autor da facada - Adélio Bispo de Oliveira - e outro homem acusado de "incitar a violência" contra o candidato Jair Bolsonaro.

Ainda nesta sexta-feira, após acompanhar o desfile cívico de 7 de setembro, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen disse à imprensa que as investigações do ataque a Bolsonaro não descartam a possibilidade de "crime político". Os indícios iniciais apontam para transtorno mental do atacante.

O general Etchegoyen classificou o ataque como "uma monstruosidade" e alertou que "a radicalização vai destruir nossa democracia". 

"Não é possível que uma campanha tão importante seja reduzida a facadas, tiros e ofensas. Que cada um coloque a mão na consciência e todos trabalhem para pacificação", afirmou o ministro conforme citado pelo jornal O Estado São Paulo.

O candidato já não corre risco de morrer, mas deve seguir interado até a próxima semana no mínimo.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia