Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Você Lembra: 25 anos sem Mamonas Assassinas

Você Lembra: 25 anos sem Mamonas Assassinas

Postado em 02/03/2021 por

Compartilhe Agora
Banda Mamonas Assassinas

Um sábado, 02 de março de 1996, Guarulhos-SP. É por volta de 13:00, quando Dinho acorda. Coloca Valéria na garupa da moto de Dico, um outro primo, e vai até a casa de Sérgio e Samuel. Dona Nena se recorda bem do momento. Dinho estava resfriado e ela dá um comprimido para ele. Dinho ainda pede um cigarro para Dona Nena. Ele está na moto quando Rosana Esteves, faz sua última foto. Rosana também faz as últimas fogos de Sérgio e Samuel, em Guarulhos. Dinho volta sem Valéria na garupa. Ela volta com Sr Hildebrando. O Pai de Dinho havia ido de carro pela manhã para tentar vender o carro para Samuel. Samuel estava em uma concessionária, tinha ido com o Pai, Sr Ito, para comprar um Audi.Bento sai cedo de casa, vê Aninha e quer passar no apartamento, com a Mãe, para ver as reformas. Júlio acordou por volta as 10:20 da manhã. Ligou para Nelson Lima, reservando um horário para acertar a cor dos cabelos. Júlio gosta do resultado, e antes de sair, dá um recado para Nelson que segura uma filmadora. Júlio conta que tinha sonhado que o avião caía.Júlio vai ao aeroporto internacional de Guarulhos, vai com Ana Paula e lhe entrega 3 filmes com fotos dos bastidores dos shows no Metropolitan.

O grupo viaja de Guarulhos a Brasília. No jatinho está Benjamim, ele conta que o assunto da viagem foi sobre Portugal. No Caminho para o Estádio Mané Garrincha, Dinho liga para Rick Bonadio, e pergunta o que ele achava de chegar em Portugal com todos usando aquela máscara que o Michael Jackson usava e de sombrinhas abertas. Rick aprova a idéia.

Um relato de quem viu de perto os últimos momentos (Por Lilia Souza)

Estamos em Brasília-DF. Era por volta das 18:20, quando a aeronave se aproxima do hangar. Os tripulantes descem. Cumprimentam a todos e fazem brincadeiras. Estavam vestidos totalmente a vontade. De repente uma senhora se aproxima de Benjamim e pede um autógrafo, pensando que é Dinho. Benjamim leva a senhora ao verdadeiro Dinho. Os outros estão no sofá. Júlio vê os jornais e me pergunta sobre matérias que saíram deles. Ele tira de sua mochila um óculos, brinca que são seus óculos de leitura, eram óculos rosa.

O Bento está assistindo ao último capítulo da novela das seis, História de Amor, me aproximo e ele comenta sobre a novela.Observo Dinho ligar para alguém e dizer que tinha acabado de chegar e de que de lá iriam direto para o estádio. Me perguntaram se o camarim já estava pronto, pois estavam com fome. Liguei para o estádio e solicitei mais atenção, pois eles iriam se arrumar lá. Dinho me pediu as matérias de jornais, eles estavam calados, cada um na sua. De repente, Dinho chama os demais para uma conversa lá fora. Ficam sentados no meio-fio em frente a sala vip, ao lado da escada que dava acesso ao estacionamento subtérreo. Ele se levantava, falava e sentava novamente. Eles estavam estranhos e tristes. Eles entram na van e vamos para o estádio.Chegamos lá por volta das 19:00. O Grupo Baba Cósmica estava para iniciar sua apresentação. Um jornalista se aproxima de mim e me pergunta sobre a chegada da banda. Desculpei-me pela pressa e fui para o camarim ver se estava tudo bem. Parecia que a alegria tinha voltado. Dinho comentou que aquele camarim foi o mais farto e bonito já montado para eles. Tinha tábua de frios, queijos variados, cesta da pães, bolachas e torrtadas, frutas, salgadinhos refrigerantes, água. Eles comeram muito bem de tudo, já que não tinham passado no hotel. Dinho ainda sugeriu um brinde ao último show da turnê. Brindaram com refrigerante e gatorade. Histeria geral, luzes apagadas e eles sobem ao palco para começar o show. O público vai ao delírio.No final, Dinho pediu reforço de segurança, pois ele desceria para cantar a última música no gramado. Ele levou o público a histeria total, voltou para o palco, terminou a música e se despediu.Todos entraram na Van e despediram-se de mim. O motorista levou-os até ao aeroporto. No aeroporto ainda tiveram tempo de comer (acho que foi Strogonoff), e também deram seus últimos autógrafos. Depois disso, por volta das 23h15min, eles oficializavam seu retorno ao planeta mamona.

Dos fãs: São 25 anos que vocês foram cantar para outro público. É incrível que mesmo depois de tanto tempo vocês ainda continuem sendo lembrados com tanto carinho por tanta gente. Jamais esqueceremos de vocês e das lembranças maravilhosas. Cantamos com saudade, mas também com alegria. As vezes vem as lágrimas da saudade, mas também o sorriso da felicidade. Pode passar o tempo que for, estarão sempre vivos em nossos corações e nas nossas memórias. Obrigado, Dinho, Bento, Júlio, Sérgio e Samuel!

Fonte: O Breve Voo das Longas Asas (Tavares, José Luiz)

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.